Controle de Processos

OAB/RS 28.271

Notícias

Newsletter

Decretada prisão preventiva de padrasto que matou a enteada

A Juíza de Direito Cristiane Busatto Zardo, da 4ª Vara do Júri do Foro Central da Comarca de Porto Alegre, decretou a prisão preventiva de Niel Mateus da Rosa Alves pelo crime de feminicídio contra a enteada de 18 anos, Gabrielle França. Ela foi encontrada morta na manhã de ontem , em casa, no bairro Agronomia, em Porto Alegre. De acordo com relatório do Ministério Público, inconformado com o término da relação com a mãe da vítima, ele matou a enteada por vingança. Seria um relacionamento longo, mas marcado por violência e ameaças. "Inclusive, no ano de 2019, Niel já havia referido que entregaria os filhos “em pacotinhos” para Tatiane", consta em um trecho do relatório. Segundo o MP, uma carta deixada pelo agressor demonstraria sua ira em relação à ex-companheira. Um dos argumentos para o pedido de prisão é que, por se tratar de crime que envolve violência doméstica e familiar contra a mulher, fica autorizada a prisão preventiva para garantir a execução das medidas protetivas de urgência. A magistrada decidiu pela prisão com a seguinte fundamentação: "Trata-se de caso claro em que a violência exercida contra a vítima visava atingir, também sob a forma de violência doméstica, a genitora da vítima, que está em situação de risco, bem como seus outros filhos, pelo que se depreende das ameaças feitas pelo representado que, em parte, já as está realizando." E considerou que, "além de se garantir a integridade da genitora da vítima e dos demais filhos, o risco de o acusado tentar interferir na produção de provas é grande, considerando que já vinha ameaçando a mãe da vítima".  
13/04/2021 (00:00)
© 2021 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia